Valuation

Valoração de Empresas

Q

uanto vale uma determinada empresa? Se a avaliação de um único ativo ou investimento gera inúmeros questionamentos e até alguma discordância quanto à metodologia adequada, o processo de avaliação de uma empresa, composta por inúmeros ativos, tangíveis e intangíveis, onde interagem interesses conflitantes, é mais complexo e delicado.

Segundo a teoria de finanças, um analista ao avaliar uma empresa deve procurar alcançar um valor econômico justo, ou seja, um valor que represente de modo equilibrado as potencialidades e perspectivas da empresa; tal avaliação, porém, apesar de utilizar-se de métodos e modelos quantitativos, não se processa exclusivamente mediante os fundamentos de uma ciência exata, não permitindo, portanto, a comprovação absoluta dos resultados, pois trabalha com premissas e hipóteses comportamentais.

METODOLOGIA

Os vários modelos e métodos de avaliação de empresas podem ser utilizados em conjunto ou separadamente. Existem métodos de avaliação mais consistentes que, de acordo com as premissas da avaliação, podem se revelar tecnicamente mais adequados dada à circunstância de avaliação e a qualidade das informações disponíveis. Os mais utilizados são o do Fluxo de Caixa Descontado e dos múltiplos de EBITDA, FATURAMENTO, LUCRO, etc, que dependem da disponibilidade de informações públicas.

É importante frisar que a qualidade de uma avaliação é diretamente proporcional à qualidade dos dados, informações e do tempo despendido em compreender a empresa avaliada. Para a realização da VALORAÇÃO será necessário o levantamento de dados e informações sobre os negócios e estratégias da organização que se quer valorar cobrindo o período passado e as suas perspectivas futuras. Tais dados serão destinados a:

Análise do desempenho nos últimos anos do negócio no que se refere às suas vendas, faturamento, recebimento, contratos existentes em carteira, condições de faturamento, prazos médios, inadimplência. Se disponíveis, serão levantadas informações sobre o mercado brasileiro, a sua taxa de crescimento, a participação de mercado da organização que se quer valorar, os principais concorrentes e as expectativas futuras;
Análise do comportamento e composição dos custos e despesas nos últimos anos, segregados pelos principais componentes;
Análise do capital de giro como contas a receber, estoques, prazos médios de estoques, fornecedores, prazos médios de compras, prazos de recolhimento de impostos, adiantamentos de clientes, adiantamentos a fornecedores, e/ou outros itens que permitam levantar a necessidade de capital de giro;
Análise do ativo imobilizado incluindo a expectativa da vida útil econômica;
Análise do perfil do endividamento, incluindo o custo dos empréstimos e prazos;
Estimativa do custo do capital próprio da empresa;
Estimativa do custo médio ponderado de capital;
Estimativa das expectativas de crescimento da empresa;
Além das informações internas à empresa, a coleta e análise de informações públicas de empresas comparáveis, tanto do mercado interno como no externo, será uma parte relevante do processo de avaliação.

ABORDAGEM NBS

A NBS utiliza em sua abordagem uma estratégia de preparação dos gestores e interessados quanto aos conceitos a serem empregados no processo de valoração (Valuation) de uma empresa de forma a permitir uma rápida compreensão e aceitação dos resultados atingidos.

shadow